terça-feira, 13 de julho de 2010

No limite da honra

Oi!

Você sabe o que é honra?
Fui ao Wikipédia e lá estava:
Honrado é julgamento que determina o caráter de uma pessoa exatamente: se ou não a pessoa reflete honestidade, respeito, integridade, ou justiça. Adequadamente, são nomeados os indivíduos cujo valor e estatura baseados na harmonia das ações delas, código de honra, bem como as da sociedade em geral. Honra pode ser analisada como um conceito relativístico, ou seja, os, conflitos entre indivíduos e até mesmo culturas que surgem como consequência de circunstância material e ambiciona, em lugar de diferenças fundamentais em princípio.
Eu achei engraçado...porque aprendi de outra forma.
Vamos a história...
Estavámos eu e a Micheli comprando coisas para a viagem dela ao Paraguay, quando por um daqueles momentos "não-sei-onde-estava-com-a-cabeça" resolvemos comer no Mc Donalds.
A Mi pediu o sanduíche do Shrek, aquele com pepperoni, e eu um Cheddar Mc Melt. Chega o sanduba, e a Mi descobre que:
1. O molho que vinha junto acabou e eles não dariam outro para suprir a falta;
2.O sanduíche dela não continha pepperoni!!!!
Aí a vendedora com seus dedinhos cheios de bacterias mexeu no sanduíche, não achou o pepperoni, trocou o sanduíche.
Neste intervalo, abri o meu e vi que parecia que alguém tinha pisado nele. Coisa nojenta! Pedi para trocar e a vendedora foi falando palavras "doces" sobre nós, enquanto buscava outro sanduíche.
O meu estava gelado. Suponho que o da Mi também, mas para evitar cuspe no sanduíche, comemos assim mesmo.
Pausa.
Fui numa loja comprar óleo secante e base de unhas. Infelizmente, os vidros eram de vidro, e ao se encostarem quebraram, e com o susto soltei a sacola e eles trincaram de vez. Fui tirar a acetona de dentro da sacola e me cortei...DOEUUUUUUUUUUU...mas enfim.
Pausa.
Cheguei em casa e escrevi ao Mc Donalds contando a história e pedindo um posicionamento da empresa. Uma semana passou e nada.
Escrevi a empresa de esmalte contando a história dos vidros e pedindo um posicionamento da empresa. Uma semana depois e recebi uma resposta muito fofa, pedindo desculpas e me convidando a conhecer a fábrica, para que eu possa pessoalmente me dirigir ao fabricante dos vidros pedindo a mudança de material.
Eu nem acreditei.
E passada uma semana que escrevi a um site de uma famosa empresa de shampoo, falando sobre um que usei mas que não estava tão bom, a empresa me respondeu agradecendo as sugestões e avisando que vão mandar amostras grátis para eu testar.
Eu nem acreditei de novo.
Tá e cadê a honra nisso tudo?
Bom, vou explicar.
Quando criança, aprendi que ser honrado é fazer o que é certo. É fazer o melhor sempre, aceitar quem não aprova, melhorar sempre, é não enganar, não roubar, não usar de jeitinho ou malícia. É dom de reis, samurais, santos, personalidades da história.
Talvez seja por isso que vejo esta forma de honra ficar cada vez mais rara. Vejo jovens fazendo bobagem e não sentindo vergonha, porque são estimulados em casa. Adultos fingindo que não veem, porque não tem nada a ver com isso. Cidadãos que fecham os olhos para os problemas dos demais, reclama mas não se esforça.
Eu não acho que se fingir de morto seja ser honrado.
Descrevi as situações anteriores, porque acho que uma empresa honrada preza pelos seus clientes, pelo atendimento impecável. Por atender as dúvidas e se posicionar. Reconhecer o que ele pede e exige.
Acho também que ser honrado é reclamar, sempre que vejo uma situação absurda. E exigir resposta. 
Ser honrado para mim é votar consciente, é saber ser coerente, é defender o que acredita, é saber que serve de exemplo para alguém.
É valorizar sua própria opinião, sabendo muda-la quando precisar. 
Normalmente, a honra é vista como sinal de conflitos. Para defender a honra, o marido traído mata a esposa. Ou o soldado se tortura. O político se esconde, o santo se flagela. Inúmeros filmes retratam deste jeito.
Mas a honra é algo bom. É o que nos torna maduros, é o que nos faz erguer a cabeça todos os dias. Mesmo quando erramos. Mesmo quando não queremos erguer a cabeça.
Honra é verdade. É dignidade. Quando nos ferem na dignidade, acertam nossa honra.
Como então ter honra?
Cobrando a honra em outros. Educando nossos menores sobre ela. Não deve ser um mito, deve ser um valor integrado. Observando nossas ações, e cobrando de nós mesmos o que é certo, o que é justo, o que é digno.
Vou terminar com um exemplo.
Entrei neste sábado numa lanchonete, e pedi um refri. Escutei o dono da lanchonete conversando com um cliente, que falava que ele cobrava muito barato pelos lanches. Ele então falou que cobrava o justo. Não lhe faltava e ele fez questão de dizer que usava do melhor na comida. O cliente então disse:
"Assim você nunca vai ser rico!!!"
Resposta:
"Posso não morrer rico,mas morro honrado, não devendo nada e não ficando na língua do povo!"
Gostei tanto da resposta, que ofereci 2 reais a mais para o vendedor, e disse que era pela conversa esclarecedora. O homem ficou surpreso e lascou a melhor:

HONRA NÃO TEM PREÇO NÃO, MOÇA... HONRA TEM VALOR, VALOR DE VERDADE!

Salva de palmas para o cara!!!!!!
Qual é o limite da sua honra?
Beijos e até breve!!!
UPGRADE: Tata tem toda razão (vide comentários)...cadê as empresas boas né? Então aqui está:
Empresa de esmalte: 5cinco
Empresa de shampoo: Seda (pois é!!! me surpreendi!)
Lanchonete: ai esqueci o nome...mas fica atrás da catedral, serve pãezinhos e sonhos...Só olhar que é fácil...
UPGRADE 2: achei esta tirinha na net e precisei colocar aqui...See you later!

6 comentários:

  1. Que massa! Adorei o texto! E concordo em td!

    ResponderExcluir
  2. Hei... acho que o que é bom, deve ser mostrado TANTO quanto o que é ruim... Você disse que o lance do Sanduba foi no McDonalds... mas qual a marca do vidrinho do esmalte? qual a marca do Shampoo??? qual o nome da lanchonete???
    VAMOS MOSTRAR as coisas boas... quem sabe, em busca da propaganda gratuíta, as coisas não melhorem?... Senão pode acontecer coo naquele ditado.."falem mal, mas falem de mim"..
    Beijos e parabéns pelo texto.
    Tata

    ResponderExcluir
  3. É isso aí, Paty!!
    Onde eu assino?

    ResponderExcluir
  4. Grande post! São coisas que a gente não vê por aí né, honra!
    Grandes empresas têm o rei na barriga e acham que perder um cliente não faz diferença alguma. Coitadas!
    Assino embaixo de tuuuudo o que você disse!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu fui testemunha... Tudo verdade!
    Principalmente a parte da honra!

    Mix

    ResponderExcluir

Comenta vai!!! Por favor!!!